Ministério da Cultura apresenta:

O Natal inesquecível do Sul do Brasil!

Voltar Anjos na Janela volta a brilhar e encantar no Natal Famílias inteiras se deslocaram até a frente do Colégio Rosa para não perder a apresentação que há muitos anos já encantava os lageanos

Depois de alguns anos sem apresentações no Colégio Vidal Ramos, o Colégio Rosa, como é carinhosamente chamado, devido ao processo de restauração por qual passou, a atração Anjos na Janela voltou neste ano, atraindo muitas famílias na noite desta quinta-feira (22). Repaginado, desta vez a apresentação contou com a participação do Coral Vozes da Liberdade, tendo como integrantes alunos da rede municipal de ensino, regência de Mariza Bunn e arranjos musicais de Dom Finardi. 

Aproximadamente 60 crianças das escolas municipais Mutirão, do bairro Habitação, e Fausta Rath, do Vila Mariza, preencheram as janelas do colégio, com iluminação especial e sonorização voltada ao espetáculo natalino. A Cantata de Natal iniciou com os anjos na escadaria e uma encenação, falando sobre o nascimento de Jesus. Logo após a soprano Marisa Bunn interpretou a canção “Ave Maria”, deixando a noite ainda mais emocionante. Ela também fez um duo com o tenor padre Carlos Pamplona, da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, do bairro Guarujá.

Famílias inteiras se deslocaram até a frente do Colégio para não perder a apresentação que há muitos anos já encantava os lageanos. Edson Antunes trouxe a esposa Lúcia e a filha Alana para assistir de perto o espetáculo. “É muito lindo. Foi uma ótima ideia terem retornado com o projeto, ainda mais depois da restauração do colégio, que ficou magnífico”, diz.

No repertório músicas de Natal e também outras que celebram o amor e trazem à tona sentimentos que condizem com o espírito natalino. Foram quatro meses de ensaios para que o espetáculo fosse grandioso. “Já no segundo semestre começamos a pensar no figurino, no repertório e todos os detalhes da apresentação. É tudo muito bem trabalhado, por isso agradeço a todos os parceiros que cuidaram da parte técnica, que também é imprescindível para eventos desta envergadura”, comenta Marisa.

 

Projeto tem cunho social

 

O Coral Vozes da Liberdade é um projeto antigo que conta com o apoio da Secretaria de Educação. Este ano está debutando, com 15 anos de experiências, apresentando-se em eventos e datas especiais. “Nestes últimos anos estamos com as duas escolas, e a cada ano as turmas que vão se formando, querem continuar no Coral, pois gostam muito de participar”, salienta da regente.

Os ensaios acontecem sempre no contraturno escolar, dando um caráter social ao projeto, que traz inúmeros benefícios aos estudantes. “Eles saem mais felizes e isso se reflete no rendimento escolar. Muitas vezes temos recuperado alunos que não estavam se dando bem além da descoberta de talentos, pois além da parte artística, temos o trabalho de técnica vocal e articulação, transformando-os em grandes oradores no futuro. Tenho a aluna Isabele Monteiro que começou pequenina no Coral e hoje é uma de nossas solistas”, conta.

O aluno Ricardo Monteiro, de 11 anos, interpretou o anjo Gabriel na encenação e esboçava o sorriso de satisfação por fazer parte do projeto, assim como a mãe, Luciana Aparecida Monteiro, que sempre o apoiou. “O Coral o ajudou muito no aprendizado da escola, por isso há dois anos incentivo a permanência dele”, diz ela.